Quando a mãe pode perder a guarda do filho?

Quando a mãe pode perder a guarda do filho para o pai? Quais os motivos? Aqui explicamos todas as razões possíveis para acabar com suas dúvidas e lhe dar tranquilidade diante dessa ameaça. Como advogado de família, ouço constantemente a seguinte pergunta: “Doutor, me separei. Agora o meu marido diz que vai tomar os meus filhos de mim. Ele pode mesmo?”

Mas antes de entender os motivos que fazem a mãe perder a guarda dos filhos para o pai, um alerta: grande parte destes casos não passa de uma chantagem vazia. Há papais que não tem qualquer razão para apontar o dedo e acusar, mas querem tomar vantagem com o pânico que causam às mulheres com esse tipo de ameaça. “Se você pedir pensão, eu tomo a guarda dele!” Isso lhe soa familiar?

Como saber se isso é chantagem barata do pai de seu filho ou uma ameaça séria? Quem vai responder é você mesma, depois de ler os pontos que coloco abaixo.


Se você é do tipo que apreende melhor a informação de forma visual, fique também à vontade para assistir ao vídeo que gravei com todas essas observações.

Vídeo: vou perder a guarda do meu filho?

Quando a mãe pode perder a guarda do filho?

Mas a Regra não é a guarda compartilhada?

A resposta é… sim, mas depende da situação. Hoje em dia, a guarda compartilhada é a regra em caso de disputas entre os pais da criança, pois a Lei considera saudável que haja um certo equilíbrio na divisão do tempo de convivência e decisões. Entretanto, para que ocorra, ela deve ser viável. Não adianta estabelecer o regime compartilhado se pai e mãe vivem a 200 quilômetros de distância ou se a animosidade entre eles é tamanha que seja impossível tomar decisões conjuntas sobre a vida da criança.

Mas o ponto focal desse artigo não é guarda compartilhada. O que trato aqui é em que circunstancias a mãe perde a guarda do filho, passando a ser exercida unilateralmente pelo pai. É esse o verdadeiro pesadelo das mães, e é sobre essa situação que iremos nos debruçar nesse artigo. Vamos aos principais motivos. 

1 – Se a guarda é unilateral dos filhos, ela tende a ficar com a mãe – mas é preciso cautela 

Todos nós tomamos por favas contadas que as crianças devem ser criadas junto às mães. Não se trata de uma imposição legal, mas da combinação de instinto materno e usos e costumes. Contudo, é preciso alertar que, dependendo do universo cultural analisado ou das circunstâncias, as coisas podem ser diferentes. Basta verificar que, em alguns países árabes, os meninos que completam 7 anos de idade por regra são afastados da mãe, passando a ser tutelados pelo pai, ao menos no que diz respeito a aspectos cruciais de educação social e religiosa. Já em nossa cultura, apesar do ponto de referência da infância ser mesmo a mãe, o que está no centro do sistema judicial é outra coisa: o melhor interesse da criança. Não é nada fácil retirar a mãe do convívio do menor, mas é algo possível, e que depende basicamente da existência de um elemento que demonstre risco ao menor.

Portanto, a resposta depende da análise das circunstâncias. Se o menor estiver em risco, acende-se uma luz vermelha no painel de controle do Sistema Judicial e poderá haver a perda da guarda.

2 – Mãe desempregada pode perder a guarda do filho?

Esta é uma questão corriqueira, pois além das dificuldades naturais da situação de desemprego, há ainda o stress de dúvida de ser arrancada do convívio com o filho. Mas fique calma. Se o ÚNICO motivo de seus temores é um hipotético pedido de guarda por razões financeiras – seja porque você perdeu o emprego ou porque o pai da criança ganha bem mais do que você – as chances de que você fique sem seu filho serão baixas. Veja o que diz o artigo 23 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA):

Art. 23. A falta ou a carência de recursos materiais não constitui motivo suficiente para a perda ou a suspensão do poder familiar. § 1o Não existindo outro motivo que por si só autorize a decretação da medida, a criança ou o adolescente será mantido em sua família de origem, a qual deverá obrigatoriamente ser incluída em serviços e programas oficiais de proteção, apoio e promoção.

Os riscos à criança a que me refiro nos parágrafos anteriores não são aqueles causados pela diferença de condições financeiras entre pai e mãe do menor, pois para isso há remédio: a ação de alimentos. Essa providência virá para equilibrar a situação, pois fará com que ele venha a ter que colaborar efetivamente ou aumentar sua contribuição para o enfrentamento das despesas geradas pela criança. Portanto, se a ameaça do pai só tem a ver com dinheiro, ele estará dando um tiro no pé.

3 – Exposição da criança a risco

Assim, quando se fala em risco à criança, a situação é de outra natureza: olha-se para o AMBIENTE ao qual o menor está exposto. Se há situações que vinculem a mãe – ou outros que convivem na mesma casa, como parentes ou novo companheiro – com drogas, álcool, prostituição, abuso, ou qualquer situação que possa colocar a criança em risco (seja físico, moral ou psicológico), você estará diante de um quadro de risco potencial à sua guarda. Aquilo que você faz em sua vida pessoal poderá ter reflexos na vida da criança, e isso será fatalmente considerado pelo juiz da causa.

4 – Negligência infantil e abandono de incapaz

Outro ponto evidente é como você trata seus filhos. Se você é uma boa mãe, no sentido de prover as necessidades de afeto e cuidados, não há risco de perder a guarda do filho. Mas se há negligência, a coisa muda de figura. Me refiro à falta de afeto e atenção com cuidados de saúde (não levar ao médico quando necessário), de educação (deixar de atender às solicitações da escola, deixar de matricular o filho em idade escolar), higiene, alimentação, rotina, ou mesmo coisas mais graves, como uso de violência contra a criança, terror psicológico (violência psicológica infantil) ou exposição à violência sexual. Essa lista não se encerra em si mesma, e você, como boa mãe que é, tem plena consciência de tudo aquilo que pode significar risco potencial aos seus filhos. De qualquer forma, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) nos apresente essa lista aberta de obrigações, conforme se observa de seu texto:

Art. 22. Aos pais incumbe o dever de sustento, guarda e educação dos filhos menores, cabendo-lhes ainda, no interesse destes, a obrigação de cumprir e fazer cumprir as determinações judiciais.

Parágrafo único. A mãe e o pai, ou os responsáveis, têm direitos iguais e deveres e responsabilidades compartilhados no cuidado e na educação da criança, devendo ser resguardado o direito de transmissão familiar de suas crenças e culturas, assegurados os direitos da criança estabelecidos nesta Lei.

5 – Maus tratos

A violência doméstica infantil e maus tratos são aspectos extremamente importantes nessas considerações, e por razões óbvias. Mesmo que a barbárie seja praticada por outra pessoa – pelo novo companheiro ou companheira, por exemplo – isso não afastará a responsabilidade de quem tem o dever de zelar pelo bem estar do menor, e portanto o fato será considerado nos estudos sociais e psicológicos. O resultado poderá ser a perda da guarda. Não é preciso que o genitor ou genitora seja o agente da agressão, bastando que falhe ao dever de evitar situações de risco. Lembre-se: ser conivente com uma situação inaceitável a torna cúmplice do ato, se não na esfera criminal, certamente na familiar.

Em caso de ajuizamento de ação judicial para disputa da guarda, esses detalhes serão analisados em estudo psicossocial – um trabalho conjunto da área de psicologia com a assistente social do juízo, para que se tenha uma ideia da realidade da criação oferecida à criança. Nessa avaliação serão considerados também a estrutura familiar e qualidade de relacionamento havido entre pais e filhos, tudo de modo a oferecer ao Juízo um panorama completo da criança em família.

6 – Alienação Parental

Outro aspecto importantíssimo que pode gerar situações de perda de guarda do filho é a chamada alienação parental. O assunto é muito vasto e não pretendo esgotar a questão em um parágrafo, mas é preciso saber que se trata de uma campanha levada a cabo por um dos pais contra o outro, que tem como objetivo fazer com que a criança recuse a figura do pai ou da mãe. Normalmente essas atitudes se materializam como uma constante reprovação das atitudes do outro genitor, e fortalecimento de sua própria, causando uma reação psicológica de exclusão ou rejeição do outro. Mas o mais comum é que haja uma sabotagem que inviabilize constantemente a convivência com o filho, frustrando as visitas ou mesmo interrompendo de vez o contato.

Na maioria das vezes, a justificativa para essa atitude é de que, se o pai não paga pensão, não tem o direito de ver o filho. É justo, certo? ERRADO. Não podemos esquecer que a visita paterna, antes de ser um direito do pai, é um direito da criança. Impedí-la de ver o pai é algo que pode acarretar um prejuízo, causando dano duplo: não tem a pensão e não tem a companhia do pai. Entendo o sentimento de revolta que isso possa causar às mamães, mas meu conselho é para que, ao invés de reclamarem, busque o direito da criança e entrem com uma ação de alimentos ou cobrança.

Provar a alienação parental, entretanto, é algo que se tem mostrado muito difícil de conseguir em juízo. Mas, uma vez provada, pode acarretar a perda da guarda. Portanto, muito cuidado, pois muitas pessoas realizam a alienação parental sem ao menos perceberem que agem dessa forma.

7 – Mães que entregaram o filho ao pai

Finalmente, é preciso alertar as mães que não estão convivendo com a criança (seja porque passaram os cuidados aos avós, ao pai ou mesmo a outros membros da rede de apoio) que será sempre mais difícil recuperar a guarda, já que isso levaria à total alteração na rotina do menor, o que não é algo desejável. Portanto, o afastamento voluntário – mesmo que saibamos que a vida às vezes não oferece outra alternativa – é também um fator que pesa na hora de uma decisão judicial.

Se nada disso acontecer, estaremos falando de uma situação que, em juízo, poderá levar no máximo à guarda compartilhada (como explicado acima) ou regulamentação de visitas paternas, mas não a sua exclusão do convívio.

Conclusão 

Portanto, para responder a questão crucial desse artigo (quando a mãe pode perder a guarda do filho?) é preciso também usar o seu conhecimento sobre a personalidade do pai da criança. É muito normal que homens usem os filhos como instrumento de barganha para conseguir algo que querem – uma vantagem econômica, na maioria dos casos – e que, no frigir dos ovos, não tenham qualquer intenção real de obter a guarda unilateral. Eles simplesmente não querem tal responsabilidade. Contudo, há também casos de homens que realmente querem obter a guarda para si, mesmo com todas as dificuldades que isso lhes oferece. São aqueles que foram além do papel comum de provedores (que é o que deles se espera em uma sociedade conservadora e machista) para abraçar tarefas normais da criação, com todos as dores e prazeres que isso ocasiona. Saber em qual desses perfis psicológicos se encaixa o pai da criança é algo que poderá ajudá-la a qualificar a ameaça como algo real ou blefe.

Dito isto, é importante que você sempre procure um advogado especializado em Direito de família para discutir pessoalmente todos os detalhes e monte um plano de ação, já que o assunto é relevantíssimo e precisa ser encarado de frente. Espero que com este artigo possa ter contribuído para acalmar sua mente e lhe dar um panorama realista do que tem à sua frente.

Comentários são bem-vindos!

Artigo atualizado em 19 de novembro de 2023.

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS NO BLOG REZENDE ADVOGADOS

Mario SolimeneAuthor posts

Avatar for Mario Solimene

Advogado formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FADUSP - Largo de São Francisco), turma de 1994, com especialização em Direito Privado e Processo Civil. Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, São Paulo, sob o número 136.987. Pós graduado (Pg.Dip.) e Mestre (MMus) pela University of Manchester e Royal Northern College of Music, Reino Unido (2003-2006). Curso de Extensão em Direitos Humanos Internacionais sob supervisão de Laurence Helfer, J.D, Coursera, School of Law, Duke University, EUA (2015). Inscrito como colaborador da entidade Lawyers Without Borders (Advogados Sem Fronteiras) e membro da International Society of Family Law (Sociedade Internacional de Direito de Família). Tomou parte em projetos internacionais pela defesa da cidadania e Direitos Humanos na Inglaterra, Alemanha, Israel e Territórios da Palestina. Fluente em Inglês, Espanhol, Italiano e Alemão.

79 Comentários

  • Meu esposo arrumou um filho com a amante,e sempre pagou a pensão…porém devido a Pandemia está pagando gradativamente…já é a segunda vez que ela leva a criança até o trabalho dele e deixa a criança lá…sendo que ele trabalha em uma oficina aonde tem carros no alto,ferramentas e a criança acaba correndo risco…o que ele pode fazer quando ela tiver essa atitude??

  • Boa tarde! Passo por uma situação que minha mulher não quer mais compromisso vive na casa de amiga e leva minha filha junto chegando a dormi na casa dessa amiga ela tem cinco anos minha filha lá aonde ela fica é de auto perigo pois e dominado pelo tráfico ela disse que quer morar lá e eu não quero ela indo embora eu tenho como pedir a guarda da minha filh? Desde já agradeço

  • A minha cunhada perdeu a guarda do meu sobrinho. O mesmo mora com a vó, ele tem apenas 1 ano. Sempre que eu peço pra ver a criança é uma desculpa. Sempre peço pra ele passar um dia comigo, ela nunca deixa – fala que o Conselho não permite. Gostaria de saber se isso é verdade ?

  • Ola …eu e o pai de minhas filhas planejamos ir embora para o exterior, mas como temos 3 filhas com mais de 12 anos, preferi q ele fosse na frente, mas ele nao foi …entao me disse para eu ir na frente e depois ele viria, e eu acreditei. Eu fui viajar e deixei ele com elas. Como ele nao esta trabalhando, mando dinheiro para sustentar a casa e juntar para a passagens. Agora ele está me ameacando pegar a guarda delas, alegando abandono do lar …minhas filhas estao apavoradas com ele, pois é agressivo, violento e faz pressão psicologica com elas. Nao sei o que fazer.

    • Ele é agressivo e violento, vc sabia disso, e deixou suas filhas com ele??? E vc continuava a viver com ele , ter planos futuros como ir morar no exterior , e não tomava
      atitude de se afastar dele para não expor suas filhas a este perigo?? Muito mal contada está história, viu?! Aahhh, mas fique tranquila, com esse Feminismo Doente q assola nosso país, pessoas e “profissionais” Oportunistas e q gostam por serem rasos e incompetentes , de Causa Fácil , e por na Nossa Sociedade ser permitido massacrar a imagem do Homem e do Paí, colocando e divulgando-o em todos os meios de Comunicação e Órgãos públicos, como potencial Estuprador , Agressor e Abusador , como se todos os Homens e país assim fossem ou se já tivessem sido, e não apenas menos de 1% destes o foram , como é na realidade, fique tranquila q vc , mesmo q supostamente seja uma tremenda de uma Mentirosa , ainda sim, vc tem grandes chances de ser atendida e obter vitórias neste INCOMPETENTE e , não todos , mas em uma grande parte , tendencioso e midiático Judiciário brasileiro!! Onde 90% da Alienação PARENTAL é feita por mulheres, 80% das Devastadoras denúncias de Mulheres contra pais por suposto Abuso Sexual , pasmem , de seu próprios filhos , são FALSAS , e q , 60% das Denúncias das Mulheres contra Homens s por Agressão , tb são Falsas , e NADA acontece pra Mulher, nem mesmo condenação por Denunciação Caluniosa, vc tem tudo pra se dar muito bem , como estão se dando as mulheres Ixxxxperrrrtas , como se diz no Rio , q usam do viés de gênero, pra conseguir suas “vantagens” neste nosso Judiciário medonho e vergonhoso pro nosso país!! Q aliás, não por acaso, o país se tornou o q tem mais Cursos da área de direito , no , Mundo!! E será q estamos bem melhores, com tantos “advogados” , ou , só virou um Negócio Lucrativo e fácil, pra aqueles q jogam o jogo , e jogam no time dos Oportunistas de Bandeiras e/ou Midiáticos!??? Está muito evidente o q está acontecendo em nossa Sociedade Doente, ao menos, pra quem Observa, Pesquisa e pensa fora da Caixa , e é Formadora de Opinião!! Aliás, isso , passou a virar uma Missão , para todos Nós de bem e q tem Discernimento!! Fique tranquila, mulher , suas possibilidades de vitória, neste Judiciário q dá Nojo e vertentes de Advogados idem , são imensas , mesmo q , através de mentiras e Falsas Denúncias ,, mulheres estejam já há um bom tempo ,Matando País/Homens por dentro ,com feridas profundas…. Tão profundas , q vão até a Alma!! E isso, aos montes!! Levando muitos e muitos país/Homens , ao suicídio, ou ao vício de bebidas e drogas, pra anestesiar suas dores Sentimentais , Emocionais , dores da Alma , por estarem longe de seus filhos, e por terem sua Honra e Dignidade Moral , Ceifadas!!! E o Judiciário e os Advogados de bem??? Esses monte de Advogados no país q mais forma Advogados no Mundo, o q fazem, diante disso?? Qual a luta pela igualdade e justiça, q eles promovem, diante de tal Massacre?? Nada!! Nada!! Nada…. Parabéns pra estes tipos de mulheres, e para os nossos “talentosos e defensores da verdade” advogados e Agentes Judiciais do nosso país , viu??!! E ainda esqueci de mencionar, q 68% das Agressões às Crianças, são cometidas pelas Mulheres!!! Mas Nada , Nada disso, comove o Senso de Humanidade, Justiça e Brio de Cidadania de Advogados e Agentes da Justiça, a dar um Basta nisso!!! Covardes , e Midiáticos!! !!

  • Bom meu ex marido abandonou o lar e foi morar de favor na casa do irmão eu trabalho de domingo a domingo só tenho folga de 15 em 15 dias moro de aluguel e tenho 4 filhos com ele estamos separados há 1 ano e 3 meses ele está desempregado e as crianças estavam comigo pelo fato de eu trabalhar de domingo a domingo e recebe um salário mínimo não tenho como pagar uma pessoa pra tomar conta deles na minha casa então conversei com ele amigavelmente pra ele cuidar das crianças pra mim trabalhar ele pediu que eu deixasse as crianças com ele até eu arrumar uma pessoa pra cuidar deles eu aceitei pois não iria deixa-los sozinho em casa de 14:00ate 23:30 da noite e ele disse que era pra mim pega-Los todos os finais de semanas e nas minhas folgas mais como relatei só folgo a cada 15 dias ou seja trabalho até os finais de semanas e nas minhas folgas ele sai com as crianças para mim não busca-Los gostaria de saber se por esse motivo ele pode tirar a Guarda dos meus filhos? Me ajude por favor estou desesperada ele não me deixa ver meus filhos ?

    • E porq vc não ia ver/buscar e ficar com seus filhos, na parte da manhã e almoçar com eles, ao menos, no final de semana?? Antes do seu horário de trabalho?? Aí, o pai das crianças tomava conta de todos , alimentava todos eles e levava pra Escola nos dias mais difíceis, q são no meio d semana, e vc pegava tudo já mastigadinho , só precisando ir ver e buscar seus filhos no horário q não trabalhava no final d semana ao menos, e não o fazia, né?? E aí, vc quer Massacrar e tornar o pai de seus Filhos , um Monstro?? Menos, né!! De qualquer forma, ele querendo ou não, vc tem direito de ver seus filhos, e senão fez mal pra eles, vai e deve conseguir sim voltar a estar com eles!!

    • Deveria , né??!! Pessoas bêbadas geram riscos pra criança!! Bar , não é ambiente saudável pra criança. Mas, vai ver se o Judiciário faz algo?? Aliás, deveria ter uma Lei , q proibisse qualquer pessoa de encostar numa criança, mesmo q seja pra pegar no colo , se estiver bêbada ou drogada!! Ah , mas os pais tem direito de beber. Então, q tenham responsabilidade!! Quando um quiser beber , o outro se abstém pro bem dos filhos , e não bebe!! Seja pra poder cuidar direito das crianças, seja pra dirigir depois , e seja pra manter o Foco e Grau de Responsabilidade minimamente Aceitáveis!!

  • Boa tarde .. nos estamos passando por um processo no qual temos provas que comprovam que o filho dela não é bem tratado pelo pai mentiu tudo na parte da psicológicà e aconteceu um fato dela vim no meu trabalho busca um dinheiro no qual precisava e deixou o menino de dez anos brincando com a filha da vizinha .. foi coisa de 15 minutos.. e o filho dela nesse tempo falou com o pai que estava em casa sozinho e que a mãe iria busca um negócio comigo.. enfim .. gostaria de saber se temos risco de perder a guarda dele por ter deixado ele brincando com a filha da vizinha… detalhe ele nunca ficou sozinho. . Ela só deixou porque estava brincando e estava arrumando as coisas pra mudar pra uma casa melhor .. o que faço ?????

  • Depois de cinco anos em casamento com meu amante e dois filhos, meu amante começou a agir de maneira estranha e a sair com outras mulheres e me mostrou amor frio, em várias ocasiões ele ameaça se divorciar de mim se eu ousar questioná-lo sobre seu caso com outras mulheres, eu ficou totalmente arrasada e confusa até que um velho amigo meu me contou sobre um lançador de feitiços na Internet chamado Dr. Black, que ajuda pessoas com problemas de relacionamento e casamento pelos poderes dos feitiços de amor, a princípio duvidei que tal coisa existisse, mas decidi fazê-lo. tente, quando eu o contato, ele me ajudou a lançar um feitiço de amor e, em três dias, meu amante voltou para mim e começou a se desculpar, agora ele parou de sair com outras mulheres e está comigo de uma vez por todas. Entre em contato com este grande lançador de feitiços de amor para que seu problema de relacionamento ou casamento seja resolvido hoje via: Blackspelltemple@gmail.com ou pelo WhatsApp no +380501944596

  • Olá amigo,deixei meu filho com o pai quando se separamos até eu arrumar um emprego,agora ele me proibiu de vê-lo alegando abandono ele disse que abandonei meu filho ele só tem 1 ano e 4 meses estou desesperada me ajude,pois tá tudo fechado por conta da pandemia me ajude por favor obg

  • Meu marido tem problemas psicológico toma remédios controlados é tals é toda a família dele tem problemas psicológico e a mãe dele tá prestes a perder a casa, a mãe dele me ameaça dizendo que vai pegar a guarda da minha filha, eu moro em casa própria tenho meu emprego não deixo faltar nada para ela, tem chances de eu perder a guarda da minha filha para ela ?

  • Meu sobrinho mora com a minha mãe desde bebezinho e a mãe só pegava de vez em quando e mesmo assim levava em um dia e trazia no outro, enfim agora quer pegar a guarda pra ela, porém está doente e não poderá fica com a criança enquanto não melhora diz que vai fica “por uns dias” na casa da irmã dela, eu queria saber se ela tem alguma chance de ganhar ?

  • Meu ex foi pegar pra passear e não me entregou mais meu filho disse q ele tava sendo mal cuidado e na cidade q eu moro é difícil ter vacinas e ele tinha algumas atrasadas e ele era baixo peso já vai fazer um ano tudo isso é não fui chamada a nenhuma audiência oque devo Fazer??

    • Fez muito bem o pai da Criança!! Se vc vai brigar agora com o pai por estar cuidando do filho e fazendo o q vc não fazia, porq vc não Brigou antes com as Secretarias e Órgãos públicos , pra cumprirem seu direito constitucional de acesso a vacinas e auxílios sociais , inclusive entrando na Justiça pra isso, e assim, evitar q seu filho sofresse por falta destes cuidados básicos?? Ah , já sei…. Ferrar com um Homem/pai neste país e neste Judiciário q temos, é fácil e “Empoderados” , né???!! É isso, aí … É esse tipo de mulher e mães q a Mídia e o Judiciário estão Cultivando e Massificado em nosso país, q na área de Família, nunca foi machista, e sim , feminista!! Parabéns ao pai de seu filho, por agir rápido ao perceber déficit na criança!! Parabéns à todo pai de verdade e atuante!! “Todo Pai de verdade ,, é um Herói!!!”

  • Olá namoro um rapaz que tem 2 filhos, divorciado e tem guarda compartilhada, dividem a semana , em 2 dias com um , depois 3 com outro e alternam, mas o filho mais velho dele tem autismo e nos dias que a mãe está com o filho não quer levar as terapias e nem dar medicação, com proceder neste caso?

    • Simples. Negligência e Maus tratos Maternos!! Acione a justiça, mas , com boas provas!! Porq pro Judiciário Parcial e Incompetentes deste país, falou em Mulher, todas as ruins e todas as boas , estão tudo no mesmo pacote favorável deles!! Rasos e Irresponsáveis q eles são!! E assim, dificilmente punem uma Mulher!!

  • Olá boa tarde minha amiga se separou ela e técnica de enfermagem e tem medo d dividir um apartamento comigo tem medo de perder a guarda da criança…isso pode acontecer?

    • Nada plausível, essa preocupação. A não ser q vc seja uma pessoa q ponha em risco o filho dela….Vc é um tipo d pessoa assim?? Inclusive, se vc’s forem bordadas , tb não faz a Genitora dá criança perder guarda nenhuma. Mas , sinceramente e direto como sou, pra passar uma pergunta tão sem base como está, existe algum fator extra nesta história, q vc não quis mencionar, não?? Por ex: se a Genitora se separou, levou o filho, e não informou ao pai da criança, como ele vai poder ver , buscar e conviver com o filho, aí….Pode se caracterizar como Alienação Parental!! Mas, fique tranquila, 90% da Alienação PARENTAL neste país , é feita Descaradamente pelas Genitora a, pelas Mulheres , e na maioria dos casos, não acontece NADA , contra a pobre e coitada mulher…. Quando muito, alguma advertência. Mas, pela lei ,se fosse cumprida , sua amiga poderia sim perder a Guarda!! 🤔 Eu tenho a impressão…Q q cheguei no alvo, da situação , não foi??!! RS rs

  • Olá Doutor Tudo bem? Estou assistindo seus vídeos e são bem esclarecedores! Eu estou passando por um situação e apesar de assistir seus vídeos, gostaria de um respaldo pra saber se essa situação pode gerar um pedido de guarda. Eu tive uma filha com uma moça que conheci em SP Capital e moro no interior, mas toda a família dela é do Rio Grande do Sul. A mãe não tem uma residência fixa nem em SP e nem no RS a não ser a casa da mãe, e não tem boa relação com a família e toda vez que encontra um dificuldade aqui em SP vai para o RS depois volta de novo, a criança não tem rotina. Ela está com carteira de habilitação caçada e dirige com 2 filhos (só 1 é meu) e Carro com busca e apreensão e oficial de justiça na cola. Ela fazia intermédio na venda de Imóveis de alto padrão em SP sem crecci. Agora na Quarentena ela fugiu de SP por medo porque faz parte do grupo de risco, ela é portadora de HIV e tem problemas de Enfisema Pulmonar. Lá no RS ela foi embora da casa da família pq as pessoas não estão se preservando com relação ao covid-19, saiu de lá e foi morar em uma casa em um outro Município, com pessoas as quais não se conhece o hábito… ou a índole. Eu sou autônomo e com a pandemia perdi muitos clientes. Eu entrei justiça, mas precisei cancelar com o advogado por questão financeira… Vejo a filha somente por WhatsApp, muitas vezes bem pouco pq é um bebê ainda com 1 ano. Gostaria de saber se essa instabilidade pode definir uma guarda unilateral por não viabilizar uma rotina saudável pra criança e coloca-la em risco?

    • Complexo… Mas , teoricamente, seria mais fácil , uma Ação por Alienação PARENTAL . Porq bebê, de 1 ano apenas, não tem rotina. A não ser, rotina de peito e alimentação, que não precisa nem de estar em casa pra isso, por mais q seja mais apropriado e benefício. Quando tiver um pouco maior em Escola, sim . E tb , por Ação de expor a risco de doenças. Agora, provar , é q é difícil isso…

  • Como devo agir perante a forma d minha filha(menor) ter uma filha,mas nao cuida direito. Oq devo fazer? Onde proucurar,posso pegar a guarda?

  • Boa noite. Eu estou gestante, estou com o pai da bebê mas tenho a impressão de que ele é a família estão tramando pra tirar a guarda de mim após o Nascimento, gostaria de tirar algumas dúvidas referente ao assunto…

  • sou pai e a minha situação é muito complicada, praticamente eu cuido TODO O TEMPO do meu filho, a “mãe” dele fica se fazendo de vitima sabendo que as leis favorecem MUITO a mulher e igualdade judicial não exite, estou estudando as coisas como irei proceder, meu filho tem autismo tenho que levar ele todas as manhas durante todos os dias nas terapias, faço tudo de coração e de bom grado a ele por que eu AMO MUITO ELE, sou Medico Veterinário, atualmente estou parado por que não posso pegar serviço em fazendas muito distantes por que ela NÃO CUIDA DELE, varias vezes já cheguei e a casa revirada do avesso meu filho sempre de cocô por que ainda não desfraldou, quase assado, a unica coisa na casa que ela faz é passar um pano no chão 1x /semana a casa tem 3 cômodos, cozinhar por que ela acha divertido fazer as receitas do youtube, lavar as roupas dela, somente coloca na maquina as vezes nem pendura a roupa, as vezes eu tenho que fazer isso e tirar também se não ela deixa la e vai pegando de acordo com a necessidade dela o resto meu amigo é somente eu que faço TUDO!, o pior de tudo é que ela fica falando mal de min pra todo mundo pelas minhas costas, não somente a minha pessoas mas a minha família inteira, sendo que TUDO aqui é fornecido pela minha família inclusive a casa que ela ta morando e a alimentação, internet, energia, água TUDO eu que pago, ainda por cima já me traiu, tenho provas com imagens e tudo, a mãe dela faz macumba pra min e pra minha família toda semana praticamente mas isso é somente um detalhe da crença dela, eu e minha família sempre somos temente a DEUS e não temos medo disso!, ela agora ta tentando viciar meu filho no peito novamente já foi uma luta quando ele era menor pra tirar que ela não queria agora ta novamente, ele agora ta com 3 anos, já não mama desde que tinha 1 e meio, agora ela ta dormindo pelada colocando os peitos dela para ele ficar pegando, meu filho é muito pequeno e inocente e ela ta fazendo isso, ai quando venho reclamar alguma coisa ela fala que não ta deixando não mas quando viro as costas noto que continua fazendo, tenho notado que ela ta tentando alienar mais ele, deixando ele fazer o que bem entender sem corrigi-lo e deixando essa parte somente pra min, fazendo com isso que eu seja o “carrasco, papai carrasco”, faço de TUDO POR ELE, MINHA VIDA É MEU FILHO, SÓ DEUS SABE DISSO, tem varias coisas, obs: quase esqueci eu trabalho com meu pai para no cartório, mas acho que já escrevi até demais né?!, desculpe o desabafo mas nesse nosso Brasil a mulher manda em tudo, não importa o que o homem faça!, ele SEMPRE vai ser o errado!, minha pergunta quais são minhas reais chances de conquistar a guarda do meu filho?

    • Te entendo completamente Gustavo, a ex mulher de um amigo meu abandona a bebê de poucas meses com a mãe dela para ir nas baladas, praticamente é ele e avó materna da criança que cuidam dela até para levar ao médico e dar as vacinas.
      A genitora passa as madrugadas nas baladas nos finais de semana tendo um bebê de colo em casa que depende totalmente dela.
      Ele pediu orientação para uma conselheira tutelar que disse que a mãe tem o direito de fazer o que quiser desde que deixe com pessoas responsáveis para cuidar enquanto se diverte, pois a lei não proíbe.
      Ela poderia pelo menos esperar a menina crescer para voltar a sair, tem a vida inteira pela frente pra fazer isso.Tudo bem que ela deixa a bebê bem cuidada com pessoas responsáveis, mas a mãe é ela e nessa fase da vida (bebê) precisa dos cuidados maternos. E se durante a madrugada que ela está se divertindo a bebê passa por alguma situação que precisa levar ao Pronto Socorro por exemplo? Cadê a “mãe” nessa hora ?(uma vez que mora com a mãe e não com o pai).
      Sou mulher mas concordo com você, a Justiça não deveria beneficiar mulheres sem responsabilidade afetiva com os filhos, ainda mais na primeira infância.

    • Chances Nenhuma!!! Pai/homem assim como vc ao menos diz ser , pro Judiciário do nosso país, Não tem o Menor Valor!! Agora, se vc pesquisar e descobrir um Advogado q seja amigo ou com afinidades com o juíz, vc Consegue!! É o q mais acontece!! Vc deu o azar de se relacionar com mulher de baixo valor, né…. É horrível, isso. Arrasa nossa vida, e põe em risco os filhos. Se está genitora não está Agredindo seu Filho, não o esta deixando sozinha ou sem alimentação, Esquece!! Mas quando eu digo, “Esquece”, é pela dificuldade e baixa probabilidade. Porém, prezado, JAMAIS desista de seu Filho e de Conseguir Protege -lo e ter a Guarda dele!! Mas, pela Lei , tem q ver onde e com quem a Criança é mais bem Tratada, protegida e possa se Desenvolver melhor. Mas, na prática, teu filho pode ficar assado , sujo , etc , q eles não tão nem aí pra o q a Criança passa e sente, e sim, de seguir o q é moda e Midiático!! A verdade, é q o Judiciário está tratando mulher, igual Criança!! A mulher está sendo mais bem cuidada e tendo mais atenção, do q os seres realmente indefesos e inocentes q sao as Crianças!! Meu caro, seja de Boa Fé,, haja com a verdade
      , independente de religião q isso não diz nada, fiscalize como seu filho é tratado, junte provas , e , tente a Guarda de seu filho!!

  • ola minha ex sogra fala que tira meu filho de mim eu tenho medo dela tira ele pq o pai neo fala nada ele deixa a mae fala por ele so nao quero peder meu filho para ela

  • Boa noite me chamo Etiene estou com um casa assim a guarda da minha filha é minha só que a esposa do meu ex tem uma bebe agora é fala que não vai abrir mão da do dinheiro daí tudo bem mais ela me ameaçando em tirar minha filha alegando que tem provas contra mim pq sai e deixo minha filha com minha mãe sou solteira e acho que tenho direito mais fora isso minha filha fala que ela bate nela pega ela pelo pescoço me xinga de palavras feia mais sou uma boa mãe minha filha tem de tudo de brinquedos comida é muito carinho e atenção pela minha parte gostaria de saber se eles conseguem tirar minha filha

    • Se sua filha diz q está mulher bate nela, , q é pega pelo pescoço, isso é agressão e mais tratos. Então, vc á deveria ter tomado a atitude de denunciar antes q algo pior aconteça. Porq vc ainda não foi na justiça e orgão públicos, pra proteger sua filha?? Isso , é grave! Quem agride e Negligência, e quem tb vê isso acontecendo e não faz nada pra ajudar a criança, é cúmplice ou Omissa!! Vc tem medo de ir na Justiça, porq??

  • Tenho a guarda do meu filho de 11 anos, atualmente ele quer ficar com o pai o qual nunca ajudou financeiramente mesmo em juízo. Penso na felicidade do meu filho, tudo que fiz nessa vida foi pensando no melhor pra ele porem agora ele quer ficar com o pai por conta da “liberdade que tem em fazer as coisas (uso excessivo de intrnet, celular, jogos…) e usou de uma situação de repreensão de um familiar meu com ele e informou ao pai que foi agredido e se existe lei para denunciar. Deixei ele passar uns dias no pai dele por conta da pandemia e eu ter um filho especial do grupo de risco, visando o melhor para ambos. Quando chegou o dia de vir embora meu filho queria mandar em mim e eu não tolero desobediencia e malcriação e briguei com ele, e com os audios ele mostrou ao pai e não veio mais pra casa. O pai me bloqueou, nao deixou meu filho falar comigo e após 1mes consegui ver meu filho na casa de minha mãe (avó), conversei com ele e ele estava irredutível dizendo que não voltaria mais, esnobando e fazendo desdem de minha pessoa assim com fazendo desdem do irmão, eu não tenho sangue de barata e vendo a situação eu disse que ele poderia ficar no pai dele pois tudo que faco, falo é pouco pra ele, que eu não posso oferecer aquilo que o pai dele dá, a liberdade. Eu dito as regras em casa ( hora pra comer, dormir, tomar banho, atividades escolares e uso da internet , fico no pé sim, porque o mundo vai exigir dele isso), Pai dele leva ele para trabalhar no comercio dele onde tem bebidas, cigarro, palavroes, pessoas de diversos tipos e diversos linguajares o que pode incentivar meu filho nas escolhas do caminho a prosseguir. Eu tento mostrar o caminho da humildade, verdade, caridade e compaixao com o proximo mas parece que isso tá errado. Se eu deixar ele ser feliz com o pai dele estou sendo conivente com a formação de um futuro homem sem carater, agressivo, egoista, nao sabe perder nem ouvir um não, esnobe… Qual atitude legalmente devo tomar? Infelizmente o pai dele não fala comigo, ja tentei mas ele é dificil de dialogar e sempre me colocava pra baixo entao nao me permito esse tipo de situação mais. Preciso de auxilio juridico.

  • Quais as chances do Pai, ficar com a guarda do filho? Tenho um caso em que o marido e a esposa se separão pela questão de brigas e, a certeza que não há mais volta. O pai da criança tem trabalhado para conseguir a guarda tanto como a mãe, ambos já estão separados e há um documento em que fala: Os pais ficarão tais anos nos feriados com o filho, tanto o pai e a mãe em anos pares ou ímpares. Quais seriam as chances de cada tutor legal da criança? Estou preocupado…

  • Gostaria de saber se quando é a mãe (ex-esposa) que usa o filho como arma para impor suas decisões o pai tem como se defender de alguma forma. Aqui cito alguns exemplos do que passo como pai separado e cujo filho mora com a mãe, mesmo com a guarda sendo compartilhada: 1. Na minuta do contrato de dissolução de união estável homologado por um juíz o pai ficou com o direito de ficar com o filho em finais de semana alternados, contudo a mãe insiste que o pai é obrigado a ficar com o filho SEMPRE que a mãe precisar/quiser em dias que ela definir. 2. A mãe ameaça alterar as datas das férias em que o pai ficaria com o filho, mesmo que já tenha havido consenso prévio sobre essa divisão e o pai tenha comprado passagens de avião para que o filho pudesse visitar seus avós, tios e primos em outro estado. Tudo para que o pai se veja forçado a atender os desejos da mãe. No caso em questão, a mãe exigia que o pai comprasse uma bicicleta para o filho, mesmo o pai informando que só poderia fazê-lo depois de alguns meses, mas acabou cedendo a chantagem da mãe para que o filho não perdesse a viagem que já estava com passagens compradas. 3. A mãe obriga o pai a acatar agendamentos médicos para o filho feitos pela mãe sem o consentimento do pai, obrigando o pai a levar o filho ao médico em datas escolhidas pela mãe, mesmo o pai insistindo que para que as consultas agendadas para os dias que o filho está com ele sejam apenas de responsabilidade do pai. Uma vez que o tempo do pai com o filho já é escasso, na visão do pai a mãe não pode obrigar o pai a gastar o pouco tempo que tem com o filho levando-o ao médico (consultas de rotina, não estou aqui falando em caso de emergências). Antecipadamente agradeço a atenção.

  • Bom dia passei a guarda para o pai pensando que minha filha estaria protegida de se envolver com pessoas ou amizades que poderiam prejudica la ,Ela com 15 anos esta saindo pra festas e dormindo fora na casa de amigos quero retomar minha guarda novamente o que posso fazer ?

  • Minha esposa quer se separar alugou até uma casa escondido de mim temos uma filha de 3 e cinco meses ela vai trabalhar só que vai sair do serviço 8:10 da noite ate chegar na casa que vai morar vai ser quase 10 :00 da noite ela tem uma irma que vai fazer 17 anos essa mesma pode ter responsabilidades pra cuidar da criança

  • Boa noite a mae da minha filha mim entregou ela .agora que de volta so que ela mora no bar e dx presidiaria .quando peguei a menina com 7 mês e 10 dias estava com 5.k 600 maltratada doente sera que ela consegue mim torma minha filha?

  • Minha filha perdeu a guarda do filho dela.provisoria.mas a juiza nunca evokve pra ela.o pai sempre inventa algo.ele disse q la era drigada fez o exame deu negado.dusse q é desequilibrada.esta passando pela psicóloga. Tbm o Laudo deu q não é. Não sabemos mais o q fazer.sera q tem muita prova contra ela.porque sobre o filho ela não maltrata ama o filho.ele so arruma cousas sobre ela.nao fala de maus tratos.ela qr o filho u tbm meu neto.o q podemos fazer. Ela tem advogada ele tbm.ele tem muito dinheiro. Minha filha é tbm formada em direito..nao entendo porquê perdeu a guarda

  • Tive um relacionamento amoroso fora do casamento engravidei de outro mais ele esta a cuando que o filho pode ser dele. Já pedi exame de DNA e ele sempre demorar pra min fazer esse favor pois ele diz que tem serteza que o filho e dele . e min ameça em querer tirar a minha filha mesmo sabendo que ele não cuida e nem da nada pra ela só acha que e o pai já ate minha ameaçou de morte. Já disse pra ele que pai e quem cuida. Meu esposo não faz ideia disso tudo ele também acha que ele éo pai mais não sabe que tive um caso com outro.ele ama tanto a nossa filha que o outro tem ciumes e fica com ameaças

  • Ola o negócio e minha mae …eu tenho um outro relacionamento q a pessoa não e pai verdadeiro mas ele cuida muito bem deles como fosse só que minha mae não aprova esse relacionamento e a todo tempo ela fica me ameaçando que vai tirar eles d mim sendo que cuido bem dos meus filhos eu não aguento mas as ameaças q ela me faz …como posso fazer pra não perder meus filhos

  • Ola.meu esposo tem a ex que e perturbada sempre tendo dificuldades para um dialogo legal.eles tem agora guarda unilateral,porem essa semana ela nos agrediu fisicamente e verbalmente na hora que fomos entrega minha emteada.eu fiz um bo pq eu fui a mais afetada.fiquei com hematomas. Isso pode nos ajudar a guarda definitiva ja que a mesma sempre fez alienacao,ameacas de ele nao ver mais a menina.enfim tudo que imagina ela ja fez.xingando ele sempre esponto ele em redes sociais. Ah possibilidade da guarda ser pelo menos provisoria dele.

  • Vivi num ralacionamento abusivo pr uns anos,ela ficou extremamente agreciva,possessiva,nao me deixava trabalhar nao conseguia ficar mais de dois trez meses no mesmo local de trabalho. Me perseguia no trabalho,ameacava mulheres q trabalhavam comigo,tinha q trabalhar em video chamada ou auta voz,nao podia falar com ninguem nem com meus sobrinhos,sempre com a ameaca de me deixar sem a minha filha . Depois de 20 dias de agrecoes,insultos,chingamentos,ameacas contra minha vida ,ja nao aguentava mais,acordei um dia peguei em minha filha e sai de casa com a roupa do corpo e 60 euros sem saber pra onde ir,so queria por fim a quele sofrimento e loucura minha filha presenciava tudo.ela nao poupava ninguem…um ano depois ,tenho minha vida refeita,minha filha feliz,um ano sem brigas e discurcoes.mas o estrago psicologico foi grande mas estou a me sair bem amanha e a audiencia da guarda da minha filha e estou muito preocupado e apreencivo …

  • O meu ex tem um processo de estupro gostaria de saber se ele conseguiria a guarda da minha filha seja compartilhada unilateral ou alternada ? Desde já agradeço ☺️

  • Bom dia gostaria de saber qual procedimento tenho que fazer por que estou numa situação difícil pois moro com uma pessoa mas ela vive me dizendo que vai leva minha filha de 7 meses embora pra não vê lá mais sendo que ela já abandonou três filhos antes da minha filha que inclusive esses outros filhos moram com a mãe dela no interior. E agora fica me dizendo q vai sumir com minha filha poderiam me orienta o que devo fazer se caso ela realmente tentar sair de casa quero pelo menos ter um respaldo pra garantir o bem está da minha filha pois já abandonou três com sua mãe não quero que isso aconteça com minha filha pois poderiam me da uma orientação . Desde já agradeço.

  • Bom dia tenho uma filha de 17 anos ela tem dois filhos um garoto de 2 anos e 5 meses ele se separou do marido pois também era menor quando se conheceram agora minha filha que era muito responsável está largando os filhos dormindo para ir as festas nos fins de semana ela mora na minha casa com meus netos o bebé mais velho chora muito a noite quando pecebi que ela não está eu acordo para cuidar deles já conversei com ela mais nada adianta não sei o que fazer já pensei pegar a guarda deles mais não tenho tempo para cuidar deles posso trabalho fora me ajude o que fasso ò bebé tem 2 e 5 a menina tem um ano meu nome e maria tenho 49 anos e preciso de um concelho obrigada

  • Ola a todos, sou pai de um menino de 1 ano e 3 meses , e a mãe do meu menino impede de eu pegar ele de passar fins de semana , e está ameaçando de passar a guarda dele para os avós do meu filho (materna ) Apenas para eu não pegar ele Ela e uma garota MT imatura , não trabaha direito , não tem o ensino fundamental completo no momento tem 18 anos E errou MT na vida , vamos se dizer assim E acharia o certo ele estar CMG porque trabalho, tem família estruturada Onde ele seria super cuidado Com roupas sempre limpas e novas

  • bom dia eu sou uma mae perdi meus bens agora moro de aluguel e nao consigo falar ver e mesmo abraça meus filhos ha um ano preciso de ajuda nao peço so ajuda peço socorro nao sei mas oque fazer por favor me ajudem quem poder ler.

  • Ola boas venho esclarecer uma duvida neste momento tou com a minha filha o pai bebe muito e leva a minha filha para as vendas e deixa ela la horas, a minha filha chega a casa e começa me a chamar nomes feios a minha filha tem 3anos. E quando ela vai com o pai, o pai diz que ela diz que tem um menino que toca no corpo dela, mas a mim e a minha familia ela nunca disse nada disso agora tou em tribunal e pergunto me estou em risco de perder a guarda da menina o que faço

  • A mãe de minha filha já foi denunciada duas vezes pelo conselho, a primeira o conselho deixou as criança com a mãe sob supervisão da tia, mas a tia saia a mãe aprontava, aí denunciaram novamente, deu o termo de responsabilidade ao tio da mãe de minha filha, hoje entro com pedido de guarda de minha filha. Fui no conselho tutelar q está com o caso, foi me informado q a criança comia pipoca com água como refeição, suja, a mãe saia deixa a criança suja com o avô embriagado e a mãe cadeirante, só chegava d madrugada no outro dia. Será q consigo ganhar? O tio disse q não quer tirar meu direito de pai, mas quando coloquei pra dentro q precisei do endereço o msm não quis fornecer nem a me nem a advogada. O conselho tutelar também não quis, vejo q a uma certa ligação da conselheira com os tio, pq ela só puxa pro lado do tio. E acredito eu q se minha filha pelo próprio conselho tutelar não pode mas ficar com a mãe é comigo q ela tem q ficar. Não com tio. Vc acha q eu consigo ganhar essa causa? A mãe não condições financeiras nem moral, pois tem mas dois filhos aí qual não sabe quem são os pais, já fez dois Dna e só deu negativo. E tudo isso q minha filha já passou com ela né, sem falar q depois q o conselho tirou minha filha e os irmão dela, ela foi expulsa de casa pelo pai.

  • Boa tarde, gostaria de saber se a juíza pode dar aguarda pro pai ?ele não pagar pressão para criança e a juíza determinou que ele pode pegar o bebê que só mama na mãe

  • A lei aqui no Brasil não vale nada.. aprisiona as crianças e tira o futuro de muitas delas.. sou pai e tenho filho com ex mulher.. que não sabe cuidar nem dela.. pago mensalmente minha parte, porém nao tem condições nenhuma de cuidar de uma criança.. a lei era pra ser simples .. avaliar o melhor para a criança e não dá maioria de direito logo de cara so por ser mãe.. por isso muitos casais vivem de aparência até hj so por causa de uma criança…

  • Foi pai a três meses e desde então está super difícil de poder conviver com meu filho assumir a paternidade quero criar meu filho junto comigo quero poder dar o melhor para ele porém a mãe dificulta tudo a ponto de me proibir de levar o meu filho ao médico sendo que a criança com 3 meses eu já paguei um plano de saúde para dar o melhor a ela a mãe nem amamenta criança porque ela não tem capacidade para amamentar a criança toma leite artificial e quem paga é o pai a mãe só procura o pai por questão financeira não ajuda em nada e dificulta com que eu possa conviver com meu filho eu gostaria de saber o que eu devo fazer na questão de que eu quero criar o meu filho eu quero ter o meu filho comigo a pessoa já tem duas filhas de relacionamento passado mora com o pai e a mãe com 35 anos onde nesta casa não há regras e não há rotina crianças menores de idade trocam a noite pelo dia aonde está se tornando isso ao neném eu gostaria de saber o que devo fazer no caso de ir ver meu filho e ser proibido o barrado de qualquer ação que eu queira devo acionar a polícia o que devo fazer pois sou ameaçado pela família dela aonde dizem que eu não vou estar com a criança e não poderei levar lá o médico

  • Olá, tenho uma filha de 1 ano e 6 meses que mora com a mãe que não tem renda e eu que pago por absolutamente tudo inclusive o apartamento em que ela mora e TODAS as despesas, incluindo alimentícia para ambas, e o ap e todas as contas estão em meu nome. Eu nunca entrei com um processo de guarda pois apesar de pagar tudo, ela pelo menos deixa eu ver minha filha quando eu bem entendo durante a semana e levo ela para minha casa todos os finais de semana. O problema é que financeiramente está ficando praticamente impossível de sustentar 100% de duas casas. Qual seria a probabilidade de eu conseguir a guarda de minha filha diante destes fatos?

  • Sou Pai e minha esposa pediu o divórcio faz 10 dias, gostaria de saber se existe alguma possibilidade de que eu fique com a minha filha (ela tem 6 anos), pois estou em homeoffice desde o início da pandemia e desde então eu cuido dela faço comida, levo no médico, dou almoço, levo até a perua escolar ou aula online, faço a lição, brinco, lavo e passo a roupa dela e frequentemente dou banho, a única coisa que a mãe geralmente faz é fazê-la dormir, sei que é uma possibilidade pequena, mais caso ela fique com a tutela quem vai cuidar vai ser minha cunhada, pois ela nunca tem tempo. Quando eu trabalhava longe muitas vezes tinha que sair (só para ter uma ideia eu moro em cotia e trabalhava fisicamente na zona sul) pegar minha filha e levar minha filha no médico, sendo que a mãe trabalha a uns 10 minutos da casa da mãe dela e 5 da escola… Não é justo comigo ter ela longe de mim, só por que é normal ficar com a mãe.

  • Boa tarde!tenho um filho de 1 ano o pai dele dá só as fraldas e de vez enquando dá 20 reais.eu já não aguentava mais sem dinheiro e sem poder dar mais algo pro meu filho.arranjei um trabalho e deixo ele com minha irmã…O pai dele quer mi denunciar…fica mi ameaçando..ele trabalha e ganha bem mas ñ quis dar oque pedi para q eu ñ precisasse trabalhar.oque Fasso?

  • Tenho um filho que .moram com a .mãe mas ela também tem mas um que é de outro casamento e mas três sendo dois do atual que convivem com ela ela ao trabalha e o atual também ao exercer nenhuma profissão apenas biscates gostaria de pegar o meu filho para morar comigo ele tem 7 anos e quer morar comigo posso pegar ele já que sou funcionário público federal e trecho uma renda aquicecivel e o menor que morar comigo

  • Preciso muito de ajuda ,minha ex mulher levou meus filhos pra outro estado ficou 4 anos lá sem eu poder vê-los, agora recentemente ela veio pro Rio trouxe as menores tudo cheio de problemas psicológicos e sem estudar a de 8 anos não sabe nem.ler nem.escrever É deixou as crianças aqúi comigo já tem três meses pedi a guarda mais a audiência só marcaram pra Janeiro e ela tá ameaçando buscar a menor pra levar pra outro estado sem minha autorização q inclusive agora está estudando elas estao com traima da mae q bebe e toma remédios controlados junto com bebida alcoólica e fica totalmente agressiva o que devo fazer pra ela não levar a minha filha ,me ajudem por favor

  • Bom dia a todos. Meu caso é um pouco diferente, conheci uma menina que já estava grávida, ficamos juntos, porém não nos casamos. Ela queria fazer um aborto quando eu a conheci, acabei convencendo ela a não fazer o aborto, a criança nasceu e ela veio morar na minha casa com a criança. Ficamos juntos por um ano mais ou menos, aí ela foi embora com a criança, mas em menos de um mês ela me ligou desesperada e disse que não tinha como cuidar da criança, falou horrores sobre a criança e falou até em matar a criança se eu não fosse buscar a criança para morar comigo. A criança está morando comigo a dois anos já, e ela sempre fazendo chantagem comigo, pede dinheiro entre outras coisas, mas não se importa de fato com a criação. Eu e minha família nos apegamos muito a criança, e gostaríamos de ficar com ela, mesmo eu não sendo pai biológico. Ela e a família dela não tem condições financeira , tem irmãos problemático com a justiça. Gostaria de saber se mesmo não sendo o Pai biológico, se tem a possibilidade de ter a guarda definitiva da criança, pois, tanto a criança adora nós, como eu e minha família adoramos a criança.

  • O pai da minha filha pediu guarda compartilhada. Que ela ficasse com ele durante a semana , três finais de semana meu e um dele. Alega que as condições dele são melhores. Essa semana ele me mandou uma msg dizendo que o juiz ta apreciando o processo e que breve eu terei uma resposta? Assim como mandou me preparar para o pagamento da pensão. Como isso pode acontecer se ainda não fomos chamados pra audiência?

  • BOM DIA TENHO UMA FILHA DE 13 ANOS O PAI NNCA PAGOU PENÇAO, QUANDO DAVA ERA 150 FAZ MAIS5 ANOS QUE NAO DA NADA ,ELE ENTROU NO FORUM PARA QUERER A GURDA E FAZ SANTAGENS, TIVE UM NAMORADO PROBLEMATICO,MAS JA ME LIVREI DELE,AGORA VOU FICAR SOZINHA COM ELA, A VO QUE OBRIGA O PAI A PEDIR A UARDA PARA FICAR COM ELA, ELA ME DIFLAMA, FALA QUE EU SOU MULHER DE RUA, TODOS SABEM SEMPRE TRABALHEI NUNCA FALTOU NADA PPRA MIM E NEM PRA MINHA FILHA.EU PERCO A GUARDA OU NAO ENHO TESTEMUNHAS QUE SABEM QUE EU SOU DIREITA DE CONVIVIO NA COMUNIDADE.ZAP E,MAIL adriana106garcia@gmail obrigada adriana garcia nunes pereira

  • O pai do meu filho ( 12 anos) mora no interior, Cajamar, e esta levando meu filho de moto em rodovias as 8 da noite. Eu posso proibir? Ele quer q eu pague a gasolina e os pedágios ja que nao quero q eke va de moto. Isso pode?

  • Filhos moram com a mãe. Pai paga rigorosamente a pensão. Pais separados e moram em Estados diferentes, a mãe pode proibir os filhos de irem visitar e passar as férias com o Pai?

  • Boa noite! Acredito que todos esses relatos que foram escritos, correspondem aos fatos que aconteceram comigo. Mas a modalidade de agora sobre minha ex-mulher, fato que ela usa de minha filha como alienação parental, “dizendo que o celular dela não recebe ligações minhas para eu conversar com minha filha de apenas 4 anos. Aproximadamente a 1.mês. somente quando ela quer, por conveniência, ela que me liga e repassa por alguns poucos minutos para eu falar com minha filha. Isso que pego somente de cada 15 dias. Esse afastamento implica na educação da criança sendo que a distância geográfica são de 40 km. A criança nem desenvolve fala nessa idade porque nem escola, e um hospital, nem higiene tem no local que ela vive para idade. Não existindo uma pessoa certa e fixa para cuidar da mesma. Sempre em lugar indefinido de moradia também. Pergunto: Em que situação se encaixa uma situação dessa?

  • Boa tarde tenho duas filhas de 12 anos que moravam com a minha mãe,mas ela veio a falecer e as minhas filhas querem morar na casa da minha mãe mas com o meu irmão o que faço em relação a isso para eu não sair prejudicada por abandonar elas.

  • Boa noite. Morei com uma pessoa por 5 anos e terminamos o relacionamento, dia 15 vai fazer 4 meses. O pai do meu filho nunca quis nenhuma respobilidade, nunca trocou nem uma fralda dele. Apenas me dá dinheiro com medo da lei de não pagar a pensão e ir preso. Moro na favela e ele já está em outro relacionamento com uma mulher que tinha um irmão bandido e por isso ela se acha. Já me ameaçou 3 vezes, que vai me quebrar e que vamos ver “quem vai fica de pé”. Eu nunca proibi ele de ver o bebê que tem 1 ano e 9 meses. Mas agora ele disse que vai procurar a justiça para levar o meu filho para o ambiente que ele vive junto com ela. Nesses 5 anos que vivi com ele, saiu de casa várias vezes, inclusive, eu grávida e desta última vez, ficou por volta de 15 dias sem fazer uma visita para o menino e sequer ligar. O menino chegou a adoecer três vezes, sentindo falta do pai. Algumas dessas vezes, achou ruim que avisamos para ele que a criança estava doente. Minha sorte, é minha filha de 15 anos, trabalho fazendo faxina e ela me ajuda com ele.

  • Minha filha mora comigo as 2 anos , nunca fomos pra justiça a mãe abriu mão por não conseguir criar a menina por trabalhar mesmo eu dando a pensão , e agora ela quer a guarda ela tem direito ? Da guarda ?

  • Boa tarde, a minha filha foi passear em BH -MG na casa de seus irmãos parte de pai ,pois tinha tempos que não havia ,ela estava com 13anos .chegando lá foi bem recebida e tudo ,ao ponto de ela falar que queria morar lá ,a irmã mim pediu a princípio não quis pois e minha casula,daí ela falou comigo eu deixei e pra que ela não perdesse colégio mandei os documentos pra matrícula ela na escola ,maldita hora que fiz isso ,pois estavam de armação comigo,pois queria os documentos pra outra coisa ,agiram pela minhas costas e pegaram a guarda dela , provisório pois não assinei nada e Nei fui comunicada .com isso mim proibi de ver ela e até mesmo de conversar.Isso e um absurdo o juiz ouvir uma parte e tirar a guarda da mãe sei ter certeza de nada ,confiar em pessoas que nunca fizeram nada pela minha filha ,eu criei ela sozinha eles nunca ligaram Nei mesmo pra saber se ela precisava de alguma coisa .Agora estão saindo como certo . levantaram uma calúnia contra mim .Este juiz teria que mim ouvir tbm ,ela estava com os irmão ,e agora está com a mulher do irmão ,pois o mesmo separou dela.e minha filha está com uma estranha .e certo isso ?

  • Boa tarde! Tenho um filho que mora com o pai a 2 e 4 meses o pai não deixá-lo meu filho conviver comigo. A dois anos a quatro meses atrás ele me obrigou assinar um acordo como o meu filho ia ficar com ele como eu abrisse mão de tudo casa etc… ele não deixa o meu filho ficar comigo nem as férias tiver que abrir mão de tudo que tenho medo dele me matar!…

  • Uma mãe deixa o bebê com a avó para amanhecer nas baladas pode perder a guarda?
    A ex mulher de um amigo meu deixa a bebê deles desde que ela tinha 02 meses de vida com a mãe dela para passar a madrugada se divertindo nas baladas com as amigas. É ele que leva a bebê no médico quando precisa e também para tomar as vacinas e não a mãe, apesar de morar com ela.
    Considerando que um bebê de meses ainda é totalmente dependente dos cuidados da mãe (até na questão da amamentação) a conduta dela com a criança está correta?
    E se durante a madrugada que ela estiver na balada a bebê tiver algum problema que precise leva ao médico por exemplo essa mãe fica isenta dessa responsabilidade? O comportamento não se trata de abandono afetivo?

    • Depende da situação, pois é preciso que se verifique a negligência. Se ela é uma boa mãe, e estas atitudes não colocam em risco a criança, não há problema. Do contrário, sim, poderá haver reflexos na guarda. A questão não é moral, mas objetiva.

  • Boa noite Doutor gostaria de fazer uma pergunta eu sofri violência doméstica fui arrancada de dentro de uma casa onde morava de favor que era a casa do pai do meu ex-companheiro Entendeu foi meus companheiros que me jogou na rua Junto Com Meus dois filhos nunca pagou r$ 1 de pensão alimentícia Apesar de eu ter colocado na justiça e tudo que era meu de dentro da casa roupa sapato absolutamente tudo móveis eletrodomésticos foi Furtado de dentro da casa e eu nunca recebi ressarcimento ao contrário cara me caluniou me denunciou me caluniou como louca entendeu no passado eu tive depressão Ele usou isso contra mim nunca pagou r$ 1 de pensão alimentícia eu nunca me ajudou com nada julgou a gente na rua eu tenho fotos Eu tenho um vídeo de como a casa ficou entendeu eu tenho fotos de como a casa era quando ele tava preso depois que ele saiu da cadeia Ele bebe ele fuma ele usa droga e ele é protegido pelo serviço por duas funcionária pública que movimenta outros funcionário público para mente para vários órgãos para poder Esse cara se protegido eu não sei mais o que fazer meu Deus do céu eu tô porque no passado eu tive depressão e isso é usado contra mim até pela essas duas funcionário o que que eu posso fazer meu Deus e eu tô atualmente sem imóveis na casa entendeu eu não tenho móveis porque ele furtou tudo que é meu e não tive condições mais de comprar Entendeu ele nunca nem pagou r$ 1 que passou alimentícia entende e eu tive uma vizinha minha aqui que tá me infernizando me caluniando entendeu que me ameaçou dizendo que ia chamar Conselho

  • A ex mulher do meu primo raramente convive com a bebê desde que eles se separaram, mesmo a bebê morando com ela. Quem leva ao médico, vacinação e a realização de outros cuidados é ele, ela alega que nunca tem tempo de ficar com a filha alegando que precisa trabalhar (também deixa a menina com ele e com babá para sair e viajar com amigos nunca tendo tempo para conviver com a bebê) e nos horários que o pai trabalha ela também fica com uma babá (ele trabalha a noite e também em alguns finais de semana). todos os finais de semana essa mãe sai com os amigos e também não fica com a filha. Recentemente o pai precisou viajar para fazer um curso e teve que levar a bebê junto, pois a mãe alegou que não poderia ficar e ainda faz ameaças contra ele dizendo que a obrigação de cuidar é dele e que se ele se negar ela vai denunciá-lo, mas e a obrigação de cuidar não é dela também? Embora a bebê esteja sendo bem cuidada fisicamente e materialmente ( e afetivamente pelo pai) ela raramente convive com a mãe não recebendo atenção e afeto da mesma, nesse caso ela pode perder a guarda?

  • Olá me chamo Rose e tenho 2filhos de menor e estou sendo ameaçada pelos avós parte de pai e pai das crianças em me tira da casa onde fiquei com os filhos pois ele foi embora porque nois separemos a 2 anos e agora tão ameaçando em me tira daqui e tira a guarda dos meu filhos eu trabalho e mantenho a casa de de quando ele foi só paga a pensão e não visita mais os filhos pois tem outra família e vejo que abandonou os filhos quando e dia dele pega as crianças ele nunca pode porque está trabalhando e manda pra casa dos avós e de segunda a segunda eles ficam comigo eu dou roupa alimento e mantenho a casa o que posso fazer nesta situação tenho medo de perde a guarda deles e a casa onde moro com eles

    • Olá, Rose. Como disse no artigo, você poderá perder a guarda se for considerada que é prejudicial às crianças. E isso parece que você não é. Talvez seja uma manobra para que fique com medo e deixe a casa para ele. O que tem que fazer é procurar um advogado imediatamente, para verificar se você tem ou pode conseguir direito em permanecer na casa. Se sua renda familiar é me or do que 3 salários, tem direito a advogado pela defensoria pública ou OAB. Tenho um artigo no blog sobre isso, dê uma olhada. Boa sorte.

  • Do jeito que a coisa está, no médio prazo nenhum homem vai querer ter filhos. E isso já está acontecendo. Nosso ordenamento jurídico esdrúxulo privilegia a mulher – SEMPRE – e os juízes costumam legislar com interpretações estapafúrdias em prol do “melhor interesse da criança”. Por exemplo, a lei diz que a pensão alimentícia será estabelecida na medida das necessidades do alimentado e na possibilidade do alimentante. Isto é só no papel. O juiz nem te conhece e já decide “provisoriamente” que o mínimo a ser pago é 15% do seu salário. Não é feita nenhuma análise antes dessa decisão. É decidido e pronto. Ele não sabe se você gasta o que tem com remédios, com o pagamento de dívidas, não sabe se você sustenta outros familiares, etc. Por quê? Ah, pelo “melhor interesse da criança”, pois é “razoável” que você disponha de 15% do seu salário. Isso, quando não é 30%. Mas, e a necessidade? Onde fica provada? A resposta é: não fica. O alimentante, então, pede “provas de uso do recurso” que lhe é subtraído compulsoriamente e, claro, isto lhe é negado. Tem que haver “fortes indícios” de mau uso do dinheiro. Ah, mas a lei diz que posso fiscalizar o uso dos recursos – BALELA! No final, você se resume apenas a alguém que paga pensão, muitas vezes maior do que aquilo que a criança precisa, gerando a bem da verdade um complemento de renda para a mãe que não tem como ser questionado. Isso fora outras questões que dariam um verdadeiro livro se fossem escritas aqui. Então, fica a dica: se você é homem, não tenha filhos. Não seja escravizado por ex-mulher que usará seus filhos (e elas usarão) pra lhe tomar o que tem, a fim de ter uma qualidade de vida melhor que a sua. Quando elas sentem o gostinho de ganhar dinheiro fácil vão te acorrentar até que seus filhos tenham 24 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *