Hon­orários em ações e pro­ced­i­men­tos judiciais

Atu­ação em um único processo

Em caso de deman­das judi­ci­ais a forma mais tradi­cional de paga­mento é a indi­vid­ual por ação, que leva em conta a natureza da demanda, sua com­plex­i­dade e o tempo esti­mado para sua res­olução. Nessa modal­i­dade há a fix­ação de um valor deter­mi­nado a ser pago a título de hon­orários advo­catí­cios (o qual não inclui cus­tas e despe­sas proces­suais), que depen­dendo da situ­ação poderá ser parce­lado.

Per­gunte ao advo­gado que lhe aten­der se a reunião preparatória que vise o ajuiza­mento de ação ou preparação de defesa poderá ser gratuíta. Se a resposta for pos­i­tiva, mesmo que você se decida por não uti­lizar seus serviços, não haverá qual­quer cobrança pelo tempo téc­nico uti­lizado. Esse não será o caso, con­tudo, se essa reunião tiver o caráter evi­dente de con­sulta, nos ter­mos do Código de Ética e da tabela de hon­orários da Ordem dos Advo­ga­dos do Brasil.

Hon­orários ad exi­tum

Essa modal­i­dade de con­tratação é aquela em que todo o risco é supor­tado pelo próprio advo­gado. O cliente arcará com as cus­tas e despe­sas proces­suais, mas somente pagará hon­orários advo­catí­cios em caso de êxito na ação judi­cial. Em out­ras palavras: sem vitória não há paga­mento. Esse é um tipo inco­mum de acordo que somente se aplica a situ­ações muito especiais.

Advo­ca­cia de Partido

Por esse tipo de con­tratação um valor men­sal fixo é pago ao escritório para que este rep­re­sente e defenda os inter­esses do cliente em deter­mi­na­dos tipos de ação ou de forma geral. Fun­ciona como um seguro legal, no qual você estará garan­ti­ndo a pre­sença de um advo­gado em qual­quer situ­ação que enten­der necessária. É uma pro­teção que poderá ben­e­fi­ciar um só índi­ví­duo, uma família, um grupo de pes­soas ou uma empresa.

Em ter­mos de custo bene­fí­cio esta é a mel­hor forma de con­tratação exis­tente no mer­cado. Um lev­an­ta­mento recente aponta que essa é a modal­i­dade preferida nos Esta­dos Unidos, abrangendo um uni­verso atual de 85 mil­hões de pes­soas naquele país.

Fatores que influ­en­ciam a deter­mi­nação do preço a ser cobrado, de acordo com o Código de Ética e Dis­ci­plina da OAB

Con­sul­tas, pare­ceres, elab­o­ração de con­tratos e inter­venção para acordos

Como saber o quanto cus­tará seu serviço